CARTA ABERTA

A batalha entre Itaú e XP



A nova campanha do Itaú está dando o que falar. Nela, o Itaú faz críticas ao modelo de comissionamento por tipo de investimentos que as corretoras E/OU agentes autônomos oferecem. O banco coloca em questão os rebates que as corretoras recebem pelos gestores dos fundos (intermediários), nos custos dos produtos oferecidos.


Isso nos leva a pensar. Será que o que está sendo recomendado é a melhor opção de rentabilidade para nós, ou, é a opção mais rentável para o banco ou corretora?

GUARDE ESSA PERGUNTA!


Diante às críticas do Itaú, que, por “coincidência”, é dono de 46% da XP, Guilherme Benchimol, CEO da XP, resolveu se posicionar:


“A nova campanha do Itaú ataca o comissionamento dos assessores na distribuição de produtos financeiros, como se ganhar dinheiro com o trabalho fosse errado.”


Em sua resposta, Guilherme Benchimol, valoriza o trabalho dos agentes autônomos, deixa claro seu propósito e discorre um pouco sobre a história de sua empresa.


Ele também se posiciona sobre o Sistema Bancário Nacional:


“Quem nunca recebeu uma oferta do seu banco com um cheque especial abusivo, um empréstimo com as mais altas taxas de juros do mundo, um “investimento” na caderneta de poupança, um título de capitalização desnecessário, um fundo com taxas exorbitantes, um consórcio para bater a meta do fim do mês e assim por diante?”


Pois é Guilherme Benchimol, concordamos com você!


Consideramos que o Itaú é hoje, a melhor opção bancária nacional, porém, acreditamos que a relação cliente x banco deve estar restrita a conta corrente, pagamento de contas, transferências, empréstimos, enfim, coisas ligadas a conta.


O sistema bancário nacional trabalha com opções de produtos e investimentos que geram lucro para o próprio banco. O cliente nunca será a primeira opção. Quantas vezes você abriu uma conta e “ganhou” uma capitalização, uma previdência, um seguro de vida? FUJA DISSO! Esse sistema não irá se sustentar (matéria publicada em 28/05/2020 - https://www.solucoes.in/post/disrup%C3%A7%C3%A3o-banc%C3%A1ria)


Mas agora, vamos voltar a pergunta feita no início do texto.


Analisando o seu banco, ou sua corretora, você já se perguntou quanto custa para fazerem a gestão do seu dinheiro? Você sabe quanto é a comissão deles? Se não sabe, nunca saberá o quanto o seu dinheiro rendeu efetivamente.


É NESTE MODELO DE NEGÓCIO QUE VOCÊ VAI APLICAR SEUS RECURSOS FINANCEIROS?
PENSE BEM!

O modelo de investimentos brasileiro, que você conhece, praticado pelos bancos e grandes corretoras de investimentos, é o MODELO TRANSACIONAL. Nele, as operações são feitas com base na venda de produtos e comissionamento/ rebates sobre essas vendas. Desta forma, existe um grande conflito de interesses, visto que, o que será recomendado para VOCÊ, consumidor final, será SEMPRE o que paga mais para o Banco ou Corretoras de Investimentos.


Neste modelo, você não tem acesso total aos seus resultados. Sempre será descontada a taxa de administração e o comissionamento sobre os seus rendimentos.


POR SORTE, EXISTE UMA OUTRA FORMA DE TRABALHAR SEUS INVESTIMENTOS.


Já ouviu falar sobre o MODELO FIDUCIÁRIO (*fidúcia= confiança)? Nunca? Pois é, ele é pouco divulgado no Brasil. Talvez por influencia dos grandes Bancos e Corretoras de Investimentos, quem sabe?! A questão é que este novo modelo de trabalhar seu dinheiro já é um sucesso em países como EUA e Inglaterra.


Já no Brasil, ele é mais utilizado por family offices que administram grandes fortunas, ou seja, está acessível a uma parte ínfima da população.


Felizmente, o modelo fiduciário em larga escala começa a ganhar espaço no Brasil, atraindo consultores financeiros, agentes autônomos e ex-bancários que desejam oferecer um formato de negócio customizado, transparente e verdadeiramente alinhado com os interesses do investidor, seja ele de pequeno, médio ou grande porte. Quem opera sob esse modelo, assume o compromisso de ser remunerado exclusivamente pelo cliente e, portanto, tem como foco oferecer o melhor serviço, de acordo com aspectos individuais e familiares do investidor.


E SE EU FALAR QUE VOCÊ PODE TER ACESSO A UM MODELO TOTALMENTE TRANSPARENTE, QUE COLOCA O CLIENTE EM 1º LUGAR, QUE POSSUI GESTÃO ATIVA E CONTINUA DOS SEUS INVESTIMENTOS E VISÃO DE LONGO PRAZO.

E SE EU FALAR QUE VOCÊ NÃO PRECISA TER GRANDES FORTUNAS PARA TER ACESSO AS MESMAS OPÇÕES QUE OS MULTIMILIONÁRIOS?


Pois é, você pode fazer parte desta nova forma de investir!


“São em momentos como esse que os valores mudam. São em momentos como esse que pequenos se tornam grandes”


Entre em contato para entender mais sobre o assunto.

Acesse www.solucoes.in/consultoria-investimentos

Diego Ignácio

Co-Founder & Partner | IN Group

52 visualizações

© 2020 Desenvolvido por IN Group

  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram
  • Branco Facebook Ícone
  • Branco Twitter Ícone
  • Branca Ícone LinkedIn